quarta-feira, 12 de março de 2014

El Candombe


Candombe en el desfile de LlamadasEn la segunda mitad del siglo XVIII el Puerto de Montevideo era la única vía de entrada de africanos esclavizados hacia el Virreinato del Río de la Plata. A fines de siglo el 35% de la población montevideana era de descendencia africana. En sus horas de libertad recrearon ritos de su antigua tierra. Esas celebraciones fueron conocidas como Tangos o Tambos, hacia el 1800.
El primer registro del termino Candombe que se conoce es de 1830 y apareció en un poema publicado en lengua Bozal por un diario de la época y que transcribimos a continuación:
Compañelo di candombe Pita pango e bebe chicha .Ya le sijo que tienguemo. No se puede sé cativa: Pol eso lo Camundá, Lo Casanche, lo Cabinda, Lo Banguela, Manyolo, Tulo canta, tulo grita (...)
Con el paso de los años fueron agrupándose en Naciones de acuerdo a su origen y organizándose alrededor de sus Salas de Nación. Algunas de las naciones son las que aparecen en el poema; Benguelas, Camundá, Cabinda, Casanche, etc.
El día 6 de enero tenía lugar la celebración conocida como Coronación de los Reyes Congos en dichas Salas. Por lo general coronaban a los más veteranos en un evento que comenzaba por la mañana con una procesión entre los que desfilaban personas ejecutando el tambor. Allí parece estar el origen de la marcha con los tambores a pie que aún caracteriza al candombe. La celebración tenía lugar durante todo el día y se acercaba a disfrutar de ella toda la sociedad montevideana.
En el último cuarto del siglo XIX esas celebraciones cayeron en desuso. Las causas principales fueron la desaparición de la primera generación de los afro descendientes llegados de África, quienes tenían un vínculo directo con la antigua tierra africana y la creciente desvalorización social de la cultura negra que motivaba que los afro descendientes nacidos en Uruguay buscaran integrarse en esta sociedad y se alejaran de las tradiciones africanas.
Los elementos de las naciones fueron agrupados, dando nacimiento a lo que se denominaría como Sociedades de Negros y Lubolos y se integraran al Carnaval, fiesta de toda la sociedad montevideana.
Hoy el Candombe se ejecuta en la calle, los fines de semana y días feriados. Es un espacio de encuentro para tocar el tambor, bailar o simplemente escuchar la ejecución acompañando la procesión.
El 6 de enero los tambores conmemoran el Día de San Baltasar, o "llamada de reyes". El primer viernes de febrero las comparsas protagonizan el Desfile de Llamadas que recorre los tradicionales barrios Sur y Palermo. Casas antiguas, calles y veredas angostas caracterizan estos barrios que son la sede de los afrouruguayos.
El Conventillo Mediomundo en Barrio Sur y el Complejo Reus al Sur en Palermo fueron la cuna de dos variaciones rítmicas del Candombe; el ritmo de Cuareim (Sur) y el de Ansina (Palermo).
La música de Candombe está conectada a las viejas raíces afro-uruguayas; tradición de hacer música con los tambores en marcha. Es un único tipo de tambor en tres tamaños: chico, piano y repique. La ronda de los tambores alrededor del fuego es uno de los ritos mágicos que tiene el Candombe.

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

LYBER BERMÚDEZ É A ATRAÇÃO DO PROJETO VERÃO 2014 LARANJAL



O percussionista e cantautor  uruguaio Lyber Bermúdez  é a atração  do Projeto Verão 2014 Laranjal , coordenado pela Prefeitura de Pelotas/Secretaria de Cultura Pelotas), com espetáculo marcado para este domingo(16) às 20h30min, no palco montado nas proximidades do Shopping Mar de Dentro. O artista teve seu espetáculo escolhido,  conquistando excelente classificação, a partir de seleção pública que contou com dezenas de inscritos.

Em novo formato de show, Lyber  estará acompanhado de banda composta por Nuno Moura (violão e vocal) ; Pardal Moura(contrabaixo e bandolim); Délia Louzada(piano) ;  e Renato Popó(bateria) e interpretará canções próprias e de outros autores latino-americanos , do nível de Juan Luis Guerra, Tabaré Arapi, Compay Segundo, Leon Gieco, Diego Kuropatwa, Victor Heredia, Oscar Damián, alguns presentes em seu próximo,álbum,Emigrante.

         O repertório  é totalmente embasado no seu idioma de origem, o espanhol, revelando proposta diferenciada e única, na Zona Sul, e  por  valorizar ritmos não muito divulgados por esta região , como a guajira, a murga, o candombe , entre outros.A produção está a cargo da jornalista Mara Braga Bermúdez.


A trajetória artística de Lyber registra participações nos principais eventos do Mercosul, com ênfase para os festivais, bem como a conquista de premiações de extremo significado.  Seu primeiro CD solo, Latinamente, foi indicado para o 1º Prêmio Brasil Sul de Música, nas categorias de Melhor Intérprete, Melhor Disco, Melhor Compositor e melhor instrumentista(Negrinho Martins).

Detentor de perfeito domínio em todos os instrumentos de percussão, apresenta destacada versatilidade e inigualável musicalidade e expressão, ao conseguir aliar seu talento com perfeita técnica vocal
.
O artista pode ser contatado pelo telefone (53) 84110122  ou pelos e-mails lyberbermudez@ig.com.br  e marabragabermudez@gmail.com.

texto Mara Braga / foto Camila Garcia








quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

RINCÃO NATIVO RECEBE SHOW DE LYBER BERMÚDEZ

O espaço cultural do Bar e Restaurante Rincão Nativo recebe neste sábado(21), a partir das 21h30,  o percussionista e cantautor  uruguaio Lyber Bermúdez  que,  ao lado dos instrumentistas Fabrício Pardal Moura e Nuno Moura, marca a despedida do ano , como ocorre tradicionalmente, ao mesmo tempo em que comemora a passagem de seus 42 anos.
      
      O artista apresentará repertório de composições de sua autoria que estarão no seu próximo álbum, Emigrante, além de obras  também assinadas por Juan Luis Guerra, Ruben Rada, Jorge Galemire, Martim César, Leon Gieco, Diego Kuropatwa, Tabaré Arapi e Compay Segundo. O espetáculo mostrará proposta diferenciada e única, em seu gênero, na Zona Sul, cujo destaque  é focado na música popular latino-americana.
        
         A trajetória artística de Lyber, a exemplo de anos anteriores, registra participações e premiações nos principais eventos do Mercosul, com ênfase para os festivais. Como importante conquista, Lyber evidencia que, neste ano, seu primeiro CD solo, Latinamente, foi indicado para o 1º Prêmio Brasil Sul de Música, nas categorias de Melhor Intérprete, Melhor Disco, Melhor Compositor e melhor instrumentista(Negrinho Martins).

         O ingresso para o show  pode ser reservado ao preço de R$ 15,00, com direito a janta campeira, pelo telefone 32278699, ou diretamente no local, na rua Félix da Cunha, 859. O artista pode ser contatado pelo telefone (53) 84110122  ou pelos e-mails lyberbermudez@ig.com.br  e marabragabermudez@gmail.com.
  
(Texto Mara Braga  /  foto Camila Garcia)

                             ---------------------


sexta-feira, 6 de setembro de 2013

LYBER BERMÚDEZ É A ATRAÇÃO DO PROJETO SETE AO ENTARDECER

O percussionista e cantautor  uruguaio Lyber Bermúdez  volta ao palco do projeto Sete ao Entardecer, nesta segunda-feira (09), às 18h30min, na Bibliotheca Pública Pelotense, com entrada franca, numa realização da Secult/Prefeitura de Pelotas.

            O artista apresentará repertório de composições de sua autoria que estarão no seu próximo álbum , Emigrante, além de obras  também assinadas por Juan Luis Guerra, Ruben Rada, Mauricio Ubal, Martim César, Leon Gieco, Diego Kuropatwa, Roque Narvaja, contando com o acompanhamento de banda formada por  Nuno Moura(violão) Hélio Mandeco(guitarra) e Ottoni de Leon (contrabaixo acústico), com produção a cargo da jornalista Mara Braga Bermúdez. O espetáculo mostrará proposta diferenciada e única, em seu gênero, na Zona Sul, com destaque para suas principais influências, o candombe e a murga.

                A trajetória artística de Lyber registra participações nos principais eventos do Mercosul, com ênfase para os festivais, bem como a conquista de premiações de extremo significado.  Seu primeiro CD solo, Latinamente, foi indicado para o 1º Prêmio Brasil Sul de Música, nas categorias de Melhor Intérprete, Melhor Disco, Melhor Compositor e melhor instrumentista(Negrinho Martins).

       Detentor de perfeito domínio em todos os instrumentos de percussão, revela destacada versatilidade e inigualável musicalidade e expressão, ao conseguir aliar seu talento com perfeita técnica vocal, principalmente, pela originalidade ao interpretar temas em sua língua nativa: o espanhol.          O artista pode ser contatado pelo telefone (53) 84110122  ou pelos e-mails lyber.bermudez@gmail.com  e  marabragabermudez@gmail.com.

(texto Mara Braga - foto Camila Garcia)

quarta-feira, 5 de junho de 2013

PALCOS DA 21ª FENADOCE RECEBEM LYBER BERMÚDEZ

O intérprete, compositor e instrumentista uruguaio Lyber Bermúdez fará dois espetáculos na 21ª Fenadoce
Festa Nacional do Doce de Pelotas, sendo o primeiro, no palco da praça da alimentação, nesta quinta-feira (06), às 20h e, na próxima quarta-feira(12), às 20h30, na Cidade do Doce.
     
         Lyber (voz e percussão) estará acompanhado de banda formada por Nuno Moura(violão e vocal), Fabrício Pardal Moura(contrabaixo) e Délia Louzada(piano). O show valoriza obras de autores  como   Diego Kuropatwa, León Gieco, Maurício Ubal, Victor Herédia, Ruben Rada,  entre outros, além de composições próprias.
   
         A trajetória artística de Lyber registra participações nos principais eventos do Mercosul, com ênfase para os festivais, bem como a conquista de premiações de extremo significado.  Seu primeiro CD solo, Latinamente, foi indicado para o 1º Prêmio Brasil Sul de Música, nas categorias de Melhor Intérprete, Melhor Disco, Melhor Compositor e melhor instrumentista(Negrinho Martins).Atualmente, dedica-se a finalizar o seu segundo disco, Emigrante, a ser lançado no segundo semestre.

       Detentor de perfeito domínio em todos os instrumentos de percussão, revela destacada versatilidade e inigualável musicalidade e expressão, ao conseguir aliar seu talento com perfeita técnica vocal, principalmente, pela originalidade ao interpretar temas em sua língua nativa: o espanhol.
         O artista pode ser contatado para shows pelos telefones (53) 84110122 / 33056295 ou pelos e-mails lyberbermudez@ig.com.br  e marabragabermudez@gmail.com.

texto Mara Braga / foto Camila Garcia.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

domingo, 24 de março de 2013

LYBER BERMÚDEZ REGRESSA À CRIOLLA DEL PRADO DE MONTEVIDÉU

 O cantautor uruguaio Lyber Bermúdez regressa a seu país, nos próximos dias, atendendo convite da intendência de Montevidéu, para realizar espetáculo que consolida sua excelente trajetória  como intérprete, compositor e instrumentista. na cuarta feira (27), ás 22h20, fará espetáculo na 88 Criolla del Prado, em Montevidéu, no palco Alfredo Zitarrosa, principal espaço cultural do tradicional e maior evento do vizinho país, organizado pela prefeitura da capital.

Lyber (percussão e voz) será acompanhado por banda formada por Nuno Moura(violão e voz) Fabricio Moura(Bandolim e Contrabaixo)  e Ruben Rivero piano, seu irmão, em participação especial, a exemplo do cantautor Oscar Damián,  O show valoriza obras de autores como  , Tabaré Arapi, Diego Kuropatwa, Compay Segundo, Oscar Damián, Maurício Ubal, entre outros, além de composições próprias.
     

Radicado há 14 anos em Pelotas, sua carreira como solista transita em perfeita harmonia com o trabalho como instrumentista, atuando em vários grupos de estilos musicais diversos. Seu primeiro CD solo Latinamente, é executado nas principais emissoras do Uruguai. O segundo disco já está em fase de finalização. Sua obra pode ser conferida nos sites: www.myspace.com/lyberbermudez. Possui  trajetória artística reafirmada como um das mais importantes personalidades da música afro-latino- americana, participando dos principais eventos do RS e do Uruguay, seja em carreira solo ou acompanhando expressivos nomes.

         O artista pode ser contatado pelos telefones (53) 84110122 / 33056295 ou pelos e-mails lyberbermudez@ig.com.br  e marabragabermudez@gmail.com.

(texto Mara Braga / foto Camila Garcia)